Sindicom Facebook Twitter YouTube

Sindicato dos Trabalhadores em Comunicação de Goiás

Arquivos por tag: dinheiro

As Grandes Lições do Pai Rico

 

As grandes lições do clássico Pai Rico Pai Pobre que podem mudar sua maneira de ver o mundo!

Por André Nunes

Dizem que a cada 10 livros que são lidos, apenas um deles faz uma revolução na sua maneira de enxergar as coisas. No meu caso, o principal livro que deixou lições que trago para minha vida até hoje foi o Pai Rico, Pai Pobre.

Esse clássico foi lançado em 1997 por Robert Kiyosaki e mostra as diferenças entre duas referências paternas da infância do autor: um deles era o pai rico (que não possuía formação acadêmica mas era excelente com negócios) e o outro era o pai pobre (professor universitário com excelente formação mas que está sempre em dificuldades financeiras).

Dessa maneira, o livro compara os caminhos dos dois pais e chama a atenção para forma na qual somos preparados para a vida, fazendo o leitor questionar o modelo amplamente espalhado na educação formal: "Vá para escola, tire boas notas e procure por um emprego seguro para ter uma boa aposentadoria". Esse modelo é chamado no livro de "Corrida de Ratos".

Saída da Corrida de Ratos

Fica claro no Livro que ter títulos acadêmicos não garante riqueza, pois geralmente passamos muitos anos no ensino formal sem aprender nada sobre dinheiro.

Portanto,  a educação financeira é a principal chave para a saída da corrida de ratos, pois sem ela, mesmo que tenhamos muitos recursos a disposição, não conseguiremos gerir eles da maneira adequada.

O dinheiro sem a inteligência financeira desaparece depressa. Ou seja, se você costuma gastar tudo o que ganha, o mais provável é que mesmo com um aumento do dinheiro disponível haja um aumento de despesas que o torna cada vez mais dependente do seu emprego.

Essa dependência gera medo e insegurança que não te permite reconhecer oportunidades que estão bem a sua frente ou mesmo arriscar para avançar para o próximo patamar de prosperidade.

Assim, o que importa não é quanto dinheiro você ganha, mas sim quanto dinheiro você conserva para posteriormente fazer esse patrimônio acumulado trabalhar para você gerando renda e tranquilidade.

Ativos x Passivos

Um dos conceitos mais importante desse livro é a definição que ele faz de ativos e passivos: os primeiros geram rendimentos para seu dono, já os passivos geram despesa.

O livro indica que a classe média compra passivos pensando que são ativos. E essa simples atitude os impede de formar um patrimônio que permitiria sair da corrida de ratos.

Um exemplo bem claro é pensar que um carro de uso pessoal seria um ativo. A definição do livro é clara ao indicar que esse bem gera despesas com combustível, manutenção, impostos e seguro. Isso sem contar que no caso de um carro novo há uma desvalorização de cerca de 25% do preço que você paga no momento em que sai da concessionária.

Por outro lado, o livro mostra que os ricos compram ativos que geram recursos e essa renda gerada que é utilizada para comprar artigos de luxo.

Outra definição importante fornecida pela obra é que a riqueza é medida pelo número de dias que a renda dos seus ativos pode sustentá-lo. Dessa maneira, a independência financeira pode ser alcançada quando a renda mensal dos seus ativos for maior do que suas despesas mensais.

Conclusão

Resumidamente, o autor indica que o caminho mais rápido para sair da corrida de ratos ébuscar conhecimento financeiro (para seguir as melhores estratégias de investimento) e se tornar bom com negócios (conhecendo sobre o mercado e as leis).

De fato esse livro é muito instigante, pois o autor te estimula (com uma linguagem muito simples) a sair do senso comum ensinado no ensino formal.

Por outro lado o livro peca por ter poucas sugestões práticas de como fugir da corrida de ratos. Essas poucas dicas são restritas a estratégias de imóveis que são específicas do mercado americano, tendo pouca aplicação prática aqui no Brasil.

De qualquer maneira, uma boa leitura como essa é capaz de te tirar do lugar e isso faz toda diferença para obter uma melhor qualidade de vida aproveitando melhor nosso suado dinheiro.

Fonte: administradores.com.br 

 

Propósito x Ganhar dinheiro

Por Alexandre Luiz

Interessante perceber o quanto estamos correndo atrás do dinheiro, mas será que este é mesmo nosso foco central?

Interessante perceber o quanto estamos correndo atrás do dinheiro, mas será que este é mesmo nosso foco central? Ao conversar com algumas pessoas fazendo perguntas simples cheguei a um resultado curioso. Quando perguntamos a uma pessoa o que ela busca muitos respondem sem pensar que querem dinheiro, mas ao se fazer uma investigação mais a fundo descobre-se que o mais importante é seu propósito de vida.

O propósito está em nosso cerne e se bem identificado pode trazer resultados positivos em várias áreas da vida. Provavelmente você já deve até ter escutado algumas pessoas falando, você tem que fazer o que você ama e sabe fazer muito bem, que o dinheiro vai atrás, mas será que esses três pilares (saber fazer, gostar de fazer e ganhar grana fazendo) são realmente válidos? A única coisa que é certa de fato, é que se você faz alguma coisa muito bem e é apaixonado por fazê-la (se ela realmente for o seu propósito de vida), as suas chances de ganhar dinheiro são muito maiores.

Podemos perceber que em qualquer projeto ou iniciativa que realizarmos você encontrará barreiras e as chances de superar esses contratempos são muito maiores se estivermos motivados. Então quando fazemos algo que gostamos e nos esforçamos ao máximo para que aquilo dê certo você verá aumentar as chances de sucesso.

Sempre que nos dedicamos de corpo e alma a alguma atividade conseguimos ser mais criativos, engajar mais pessoas e fazer dar certo com maior frequência. Por isso é preciso haver um propósito que diga qual é a diferença que você faz para o mundo, encontrando isso você está mais propenso ao sucesso e assim gerar renda.

Muitas vezes ficamos confusos quando tentamos encontrar um propósito, por isso, devemos focar não naquilo que nos dá maiores lucros e sim no que nós mais gostamos de fazer, ou seja, o que nós faríamos mesmo se não recebêssemos. Precisamos desenterrar nossos talentos para depois quem sabe transforma-los em algo lucrativo.

Não tenha pressa, pois bons resultados vêm quando damos um passo de cada vez. Então, não fique parado no ponto. Se avalie, se descubra e encontre seu verdadeiro propósito e a partir dessa descoberta será possível encontrar uma forma de ganhar dinheiro. Acredite e de o primeiro passo, pois o resto vem aos poucos.

 Fonte: administradores.com.br