Sindicom Facebook Twitter YouTube

Sindicato dos Trabalhadores em Comunicação de Goiás

Arquivos por tag: mercado de trabalho

Retenção de talentos: como motivar a geração Y nas empresas?

Retenção de talentos - Nas últimas décadas, têm-se tornado crescente a rotatividade do capital humano das empresas, principalmente entre os colaboradores que encontram-se na faixa de 20 e 30 anos - a chamada Geração Y.

Paralelamente, a retenção de talentos tornou-se um dos grandes desafios para  o departamento de RH. É usual encontrar diretores e gestores nascidos antes e fora dessa geração, totalmente perplexos com os novos comportamentos e totalmente perdidos em relação às suas expectativas profissionais.

Os representantes da Geração Y são bem íntimos de tecnologias, gostam de interação em grupo, criam e desmancham laços com extrema facilidade. São mais arrojados, menos apreensivos com os desafios propostos, mais corajosos e não têm medo de mudanças. Também são hedonistas, ou seja, querem uma satisfação rápida e uma promoção em curto prazo.

É uma geração exigente e que não se satisfaz com pouco. A situação atual é que as empresas estão ficando obsoletas, mantendo as mesmas diretrizes e processos internos, o que leva a um índice alto de turnover e desistência. Isso, consequentemente, implica em prejuízos em diversas esferas. E mais ainda, pois não se adaptar à Geração Y é ficar para trás. Afinal, eles são a principal fonte da força de trabalho atual.

Nesse post, vamos mostrar como reter talentos na sua empresa e diminuir consideravelmente os índices de turnover. Confira:

Como a retenção de talentos pode ajudar a minha empresa?

Para garantir a retenção de talentos na sua empresa e alcançar resultados melhores, o caminho é a reavaliação no papel dos gestores. É necessário oferecer a esses jovens a possibilidade de receber "mentorias", um ajuda genuína e inspiradora dos líderes imediatos.

Retirando-se os bloqueios e os controles, os gestores promovem o amadurecimento das suas equipes jovens e promovem com mais intensidade todas as competências que permitam a formação de novos líderes.

Abaixo, elencamos o que a Geração Y busca nas empresas.

Voz

Os jovens de hoje querem ser ouvidos, buscam um ambiente de trabalho justo onde suas ideias e opiniões sejam ouvidas.

Significado

Fazer parte de algo que traga mudanças na sociedade, no ambiente e nas pessoas.  79,7% dos jovens se consideram idealistas, sonham com um mundo mais justos e 69,5% se consideram engajados em questões de ordem social. Por isso, hoje em dia, se importam com outras coisas do que os resultados financeiros da empresa. Querem responsabilidade social e ambiental.

Flexibilidade

Já que são muito ligados a tecnologias, os jovens sentem a necessidade de estar conectados em qualquer hora e em qualquer lugar. Ou seja, querem ser laureados com a possibilidade de ter uma flexibilidade de horário para equilibrar sua vida pessoal e profissional. Esses profissionais irão se dedicar a empresas, mas, ao mesmo tempo, também querem manter  a qualidade de vida.

Possibilidade de crescimento rápido

De acordo com a Rainmaker Thinking, 56% dos profissionais querem ser promovidos no período de um ano. Isso mostra que a geração Y é dinâmica, ávida e quer testar bem de perto todos os seus limites. Por isso, as empresas precisam mostrar aos jovens quais são os passos necessários para ser promovido - além de evidenciar que existe uma possibilidade realmente real de chegar lá.

Essas são algumas das características da Geração Y e o que valorizam dentro de uma empresa. Ao pensar nesses conceitos, os líderes atuais vão não  apenas atrair jovens talentos como conseguirão retê-los por mais tempo.

Fonte: blog vb