Sindicom Facebook Twitter YouTube

Sindicato dos Trabalhadores em Comunicação de Goiás

Ainda falta planejar parte do que será a TV em 2017

Por José Armando Vannucci

Ainda Falta Planejar Parte Do Que Será A TV Em 2017

A última semana do ano será de pouco trabalho nas emissoras de TV. Os principias executivos, os apresentadores, diretores e produtores do entretenimento estão de férias. Apesar de conteúdo inédito para os próximos dias, tudo está gravado e planejado com antecedência.

No ano que vem, a linha de variedades será muito exigida e usada estrategicamente na conquista do público. A crise econômica persiste, as pessoas saem menos de casa e as TVs estão com verbas mais restritas, obrigando todo mundo a apostar na criatividade.

Na Globo, o planejamento de 2017 foi realizado com muita antecedência, a ponto da chamada durante o último bloco de "Nada Será Como Antes" destacar com imagens as produções que entrarão no ar somente no segundo semestre. Na Record, o estudo está bem adiantado e, se ninguém tiver nenhuma ideia diferente, o que está no papel será realidade, com pequenos ajustes no horário nobre. Na Band, a ordem é continuar arrumando a casa sem gastar o que não se tem.

Já no SBT, a principal decisão ficou para o início do ano que vem e será tomada por Silvio Santos em Orlando. 2016 vai terminar sem ninguém saber exatamente como serão o sábado e o domingo da emissora, com a transferência de Celso Portiolli para o lugar de Raul Gil e a necessidade de criar algo para substituir o "Domingo Legal". Mais uma vez, a ordem será trabalhar contra o tempo, ou seja, correr para colocar no ar algo para fazer frente às concorrentes, principalmente a Record que avança na conquista da vice-liderança.