Sindicom Facebook Twitter YouTube

Sindicato dos Trabalhadores em Comunicação de Goiás

Canais de TV aberta faturam 33 bilhões em publicidade no primeiro semestre

Faustão -SS1Faustão e Silvio Santos estão entre os maiores faturamentos da TV brasileira (Fotos: Divulgação Globo e SBT)

Por Jeff Benício

Inflação? Recessão? Crise? Mas que crise? No Brasil, a comercialização de espaço publicitário de janeiro a junho deste ano cresceu 1% em relação ao mesmo período de 2015. Os dados são de pesquisa feita pelo Kantar IBOPE Media.

As emissoras de TV aberta concentram a maior parte das verbas publicitárias: o faturamento foi de 33 bilhões de reais no primeiro semestre, 55% de tudo o que os anunciantes aplicaram nas plataformas disponíveis (TV, rádio, jornais, revistas, internet etc.). A TV paga vem em seguida, com quase 12% das verbas direcionadas.

Os atuais 10 maiores anunciantes do país são: Genomma, Unilever Brasil, Via Varejo, Caixa Econômica Federal, Procter e Gamble, Hypermarcas, AmBev, General Motors, Trivago e Telefonica. Juntos, colocaram 9,8 bilhões na publicidade brasileira nos primeiros seis meses de 2016.

A Globo é, obviamente, a emissora que mais recebe verba publicitária. Sua audiência continua sendo extremamente relevante para o sucesso de grandes campanhas publicitárias. No ano passado, a emissora da família Marinho registrou lucro de 3 bilhões de reais - a receita líquida passou de 11 bilhões.

Parte do faturamento das principais emissoras de sinal aberto vem da publicidade do governo federal. Em 2015, ministérios e estatais investiram 396 milhões em anúncios na Globo, 242 milhões na Record, 115 milhões no SBT, 86 milhões na Band e 34 milhões na RedeTV!

Fonte: diversao.terra.com.br