Sindicom Facebook Twitter YouTube

Sindicato dos Trabalhadores em Comunicação de Goiás

Parlamentares instalam frente pela valorização do radialista

Na tarde desta quarta-feira (21), foi criada a Frente Parlamentar em Defesa do Piso Nacional de Salarial dos Radialistas, presidida pelo líder do PSC, deputado federal André Moura (SE), autor do Projeto de Lei 3982/2012, que assegura aos radialistas piso salarial, fixado com periodicidade mínima anual mediante convenção ou acordo coletivo de trabalho, referenciado por jornada de trabalho e respectivos setores de atuação. O objetivo da Frente Parlamentar é garantir o apoio de parlamentares e partidos para a aprovação da proposta.

No Brasil, já se passaram 91 anos desde a primeira transmissão via rádio e os radialistas ainda não possuem um piso salarial. "Em alguns lugares, esses profissionais, de tamanha importância para a comunicação brasileira, ganham menos de um salário mínimo", alertou o presidente Moura. O parlamentar ainda falou da satisfação de encabeçar essa luta. "É motivo de muito orgulho poder lutar por um piso salarial justo, condizente com as atribuições e as responsabilidades públicas oriundas do desempenho da profissão de radialista", destacou Moura.

Na oportunidade, foram escolhidos os coordenadores que irão trabalhar a causa em cada região. O deputado Antônio Brito (PTB-BA) ficou como coordenador da região Nordeste; deputado Weliton Prado (PT-MG) irá liderar a luta na região Sudeste; e a região Norte ficou a cargo da deputada Antônia Lúcia (PSC-AC), que também é a 2ª vice-presidente da Frente. "Como empresária do setor, sei da importância dessa luta, pois são os radialistas que constroem as rádios, acompanham as causas da população pobre e dão publicidade a elas pelas ondas do rádio", disse Antônia Lúcia.

O coordenador da região Sul será definido posteriormente. Ainda tratando da composição, o deputado Antônio Carlos Biffi (PT-MS) assumiu a vice-presidência; o senador Eduardo Amorim (PSC-SE), a 1ª secretaria; e o deputado Izalci (PSDB-DF) ficou como 2º secretário. "Eu me comprometo arduamente a lutar pela aprovação do projeto assim que ele chegar ao Senado. São quase 100 anos de profissão e ainda não conseguimos garantir a esses profissionais um salário justo, digno", enfatizou o senador Amorim.

Participante do evento, o deputado Roberto de Lucena (PV-SP) deu uma informação de muita importância para os radialistas de todo o país: "Aproveito este momento para registrar meu respeito e comprometimento com essa causa. Além disso, confirmo o apoio do meu partido, o PV, e da União Geral dos Trabalhadores (UGT) para aprovação de um piso justo para a categoria", disse Lucena.

Estiveram presentes também como forma de registrar apoio à proposta do piso salarial dos radialistas, além dos membros da Frente Parlamentar, os deputados Márcio Macêdo (PT-SE); Deley (PSC-RJ); Costa Ferreira (PSC-MA); Raul Lima (PSD-RR); Érika Kokay (PT-DF); Laercio Oliveira (PR-SE); Amauri Teixeira (PT-BA); Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE); Pinto Itamaraty (PSDB-MA); Professor Sérgio de Oliveira (PSC-PR); Domingos Dutra (PT-MA); Júlio Campos (DEM-MT); Chico Alencar (Psol-RJ), representantes da Federação dos Radialistas (Fitert), entre outros.