Sindicom Facebook Twitter YouTube

Sindicato dos Trabalhadores em Comunicação de Goiás

Sindicom e Tv Record Goiás participam de mesa redonda no Ministério do Trabalho

Reunião Sindico _recordRepresentantes do Sindicom GO e da TV Record Goiás participaram, no dia 28 de julho, de uma mesa redonda na SRTE/GO e do MTE

O Sindicato dos Trabalhadores em Comunicação de Goiás e Tocantins - Sindicom representado por seu presidente Miguel Novaes, pelo Secretário Jurídico Edwilson Silva e o advogado do Sindicato Dr. Edson Mizael, e TV Record Goiás representada pela Gerente de RH Vilma Moreira e Dra. Kelen Cristina advogada da empresa participaram, no dia 28 de julho, de uma mesa redonda na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Goiás, órgão pertencente ao Ministério do Trabalho e Emprego.

O Sindicato iniciou a reunião informando que era necessário constar em ata da SRTE-GO os acordos firmados em novembro/14 com a empresa sobre: A manutenção atual da Escala de Folga, que o Registro de Intervalo de 15 e 20 minutos para as funções que tem carga horário inferior a 8 (oito) horas deve ser anotada e que a empresa fornecerá Vale Refeição no período das férias e em caso de afastamento previdenciário do 16º dia até 60º para os funcionários.

Ainda foram abordados os assuntos referentes a rotina dos colaboradores da emissora, tais como: Falta de acesso dos trabalhadores ao site do banco em que recebem seus vencimentos: a empresa se comprometeu a comunicar aos gestores a liberar o PC para acesso bancário; Proibição do uso do elevador social pelos funcionários: ficou definido que o elevador de serviços deve ser usado para transporte de equipamentos e também uso do funcionários e que o elevador social também poderá ser utilizado pelos colaboradores, desde que sem equipamento; Sobre a baixa temperatura do ar condicionado do setor administrativo, ficou definido que se manterá uma temperatura entre 20 e 22 graus; Falta de registro profissional de radialista por parte do apresentador de um quadro humorístico em programa da emissora, não houve acordo; Jornada de trabalho de oito horas para cargos de supervisão e a Equiparação salarial entre editores de VT e editores de multimídia, também não houve acordo.

Também fez parte da pauta de reivindicações apresentada pelo Sindicom a forma de pagamento das horas extras trabalhadas nas folgas e feriados, que estava sendo feita por hora e não por dia como estabelece a Convenção Coletiva de Trabalho. Os representantes da emissora informaram que a medida foi adotada a pedido dos funcionários que prefeririam trabalhar no máximo duas horas nos dias citados, e que por isso a emissora passou a pagar por essas duas horas e liberar os funcionários após o cumprimento das mesmas para que não ficassem ociosos. O Sindicato não aceita que tal medida continue sendo adotada sem antes ouvir os trabalhadores, e que a empresa deve pagar por dia de trabalho até que o sindicato ouça os trabalhadores. Ficou acertado que o Sindicom realizará uma assembléia com os funcionários da empresa para discutir o assunto.

O Sindicato solicitou ainda que a empresa libere o estacionamento interno para os funcionários que trabalham nos sábados no período da tarde, domingos e feriados, pois nesses dias o local fica deserto, facilitando a presença de marginais, haja vista que vários veículos de funcionários já foram arrombados e outros assaltados na entrada de seus veículos.

Ainda em relação às horas extras, o Sindicato ressaltou que a TV Record Goiás alterou para MENOS nos anos de 2012, 2013 e 2014 a forma de pagamento das horas extras e que só teria regularizado essa prática a partir da reunião do sindicato com a empresa em novembro/14. No entendimento do Sindicom existem diferenças a serem pagas. Os representantes da emissora se comprometeram perante o mediador da mesa redonda e o sindicato a promover um estudo sobre o caso e posicionar o Sindicom sobre o mesmo em 60 dias.